quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Presidente do Equador propõe referendo que limita investimentos em meios de comunicação


O presidente do Equador, Rafael Correa, propôs na última segunda, (17), um referendo para, entre outras coisas, saber da população a opinião sobre os investimentos em meios de comunicação. A solicitação foi apresentada à Corte Constitucional para que seja aprovada caso encontre respaldo legal. De acordo com o diário El Universal o questionário proposto por Correa possui dez perguntas e uma delas se refere a uma lei de comunicação contra supostos excessos dos veículos do país.
Correa vive uma relação tensa com a imprensa e muitas vezes se refere aos jornais como "pasquins". O presidente pretende estabelecer um órgão para controlar os conteúdos divulgados pelos veículos, informou a agência Europa Press.

A Constituição equatoriana de 2008 proíbe que entidades e grupos financeiros participem de forma majoritária no controle do capital de meios de comunicação. "Também vamos perguntar ao povo do Equador se considera conveniente que meios de comunicação nacionais de caráter privado se dediquem exclusivamente ao negócio de comunicação e não a outro tipo de negócios, para evitar conflitos de interesses", afirmou Correa. 

Redação, Portal IMPRENSA

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Queremos saber sua opinião, então, fique à vontade e comente.