quinta-feira, 17 de março de 2011

Projeto de Lei exige diploma em jornalismo para cargos públicos de comunicação no Tocantins

A deputada estadual Solange Dualibe (PT-TO) apresentou um Projeto de Lei que exige graduação em jornalismo para os cargos de comunicação social, diretos e indiretos, da administração pública do estado do Tocantins. 

No entendimento da parlamentar, o objetivo da proposta é valorizar e qualificar o quadro de servidores públicos da área de comunicação. "Consideramos a comunicação de suma importância na vida pública e queremos evitar a improvisação de pessoas não habilitadas para essa função de grande responsabilidade", explicou Solange, segundo informa o site O Girassol. 

Graduada em jornalismo pela Universidade Federal do Tocantins, a deputada representou também um requerimento que estabelece piso salarial para os assessores de imprensa da Assembleia Legislativa. 

"Solicitamos a inclusão, na tabela de cargos comissionados, o cargo de Assessor de Imprensa, para cada um dos 24 gabinetes, com salário mínimo de R$ 2.400,00, que só poderá ser provido por um profissional devidamente habilitado como jornalista graduado. Essa é outra medida que vai valorizar os profissionais da área, qualificando ainda mais, a assessoria dos gabinetes dos deputados estaduais", disse.
 
 
 
Fonte: Portal da Imprensa,  http://portalimprensa.uol.com.br/portal/ultimas_noticias/2011/03/03/imprensa40976.shtml
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Queremos saber sua opinião, então, fique à vontade e comente.