sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Governo desiste de proibir propriedade cruzada de veículos de comunicação

O governo repensou sua proposta de proibir a propriedade cruzada de veículos de comunicação e, com a convergência de mídias, decidiu por um projeto que permitam que empresas de comunicação possuam Tvs, jornais, rádios e portais em uma mesma região do País, numa concessão única.

Atualmente, as empresas aproveitam seus conteúdos para diversas plataformas, e reúnem em seus sites toda sua produção televisiva, radiofônica, impressa e online.

Para o conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Resende, a concessão única é "inevitável" e deve ser discutida e implementada num prazo de cinco anos. 

Além dessa medida, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, defende a proibição de concessão de empresas de rádio e televisão a parlamentares. O ministro também pretende estender para a internet a regra que limita investimentos de até 30% de capital estrangeiro nas empresas de comunicação brasileiras.

As informações são de O Estado de S.Paulo.

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Queremos saber sua opinião, então, fique à vontade e comente.