sexta-feira, 25 de maio de 2012

Canais de agências no Youtube são raramente acessados por jornalistas, avalia RP americano

As agências de comunicação que mantém canais no Youtube não consegue fazer o profissional de redação acessar a página. Essa é a avaliação do americano Andrew Worob, formado em relações públicas e editor do blog PR at Sunrise.

pr_interview_-_blog_EUAEm entrevista ao PR Interview, blog editado por Rodrigo Capella, jornalista e professor do Comunique-se Educação, Worob (foto) também afirmou que muitas agências criam canais no Youtube sem nenhuma estratégia definida, o que prejudica o resultado alcançado pela mídia.

“Não tem recursos suficientes (dinheiro para fazer um vídeo, a pessoa para trabalhar neste projeto, não tem conteúdo que vale a pena ser colocado no canal)”, afirmou. O RP dos Estados Unidos ressaltou que esses canais são, na maioria das vezes, atualizados de forma dispersa, sem seguir um roteiro e calendário.

Fonte: comunique-se
 Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Queremos saber sua opinião, então, fique à vontade e comente.